quinta-feira, 10 de março de 2011

como um aguirre


como um aguirre
de Herzog
me arrasto
sobre terra virgem
claudico
atendo exausto
às instruções do diretor
& all of a sudden
de pernas para o ar
I’m trapped
hanging up side down
& down side up
em terra estrangeira

enclausurado
entre quatro muros
sem histeria
sem ais
o assédio
e as retaliações
stop it
urros e cantatas
calma violência
é apenas um set de filmagem
nada mais

espirros de sangue
suor morno
surdo humor
mucos e pigarros
esperma e espasmo

para gerar um poema

uma frase
de cada vez
na cabeça
o Tibre
o timbre
& a qualidade da palavra
ainda lacrada
na ponta da lingua
na polpa do fonema



Igor K. Marques
20.01.1993
& 05.04.1996

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja outras matérias

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...